Pádua: Beleza Discreta No Norte Da Itália

Pádua: Beleza Discreta No Norte Da ItáliaLocalizada a apenas 38 km de Veneza, Pádua é mais um exemplo na Itália de que a arte está nas ruas. Serenidade e simplicidade, beleza e tranquilidade são as sensações que seguem esta cidade, onde está a famosa Basílica de San Antônio, que muitos peregrinos vêm para pedir ou agradecer os favores ao Santo.

Na estrada, só precisamos de acesso à autoestrada A-4, que liga Veneza a Milão, mas provavelmente o modo mais simples, barato e tranquilo para fazer isso seria ir de trem de Veneza, pois os acessos ferroviários são excelentes e de hora em hora.

Conta à lenda que Pádua foi fundada pelo príncipe troiano Antenor depois de passar pelo Isonzo, o rio subterrâneo que desemboca no mar Adriático por sete grandes fissuras da montanha. O túmulo deste príncipe troiano está à vista de todos em um sarcófago, que está localizado em frente ao palácio gótico de Romanin.

Pádua é uma cidade rica em história, foi corte da família Carrara. Ensinaram em sua cátedra universidade Galileo e Petrarca, e também, o mais importante trabalho de Giotto se encontra na Capela Scrovegni nesta cidade.

Rota em volta da cidade de Pádua

Muito perto da estação se encontra a Capela Scrovegni, do ano de 1303. Nela se destacam os afrescos de Giotto, sua obra-prima, que retrata a vida de Jesus. Nesta autêntica maravilha pictórica desfrutaremos de suas obras “Expulsão dos Mouros”, ou a “Natividade” e seu famoso “Juízo Final” pintado na parede oeste da capela.

É uma visita obrigatória na cidade, porque extasia contemplar tal concentração de arte em uma área fechada. É um prazer para os olhos que você pode desfrutar todos os dias das 9h às 19h.

Avançando através da via VIII Febbraio, encontramos um arco que nos leva ao centro artístico principal de Pádua, pois uma vez cruzado chegamos à Piazza delle Erbe. Nela podemos apreciar o Palazzo della Ragione, o Tribunal de Justiça Medieval, e em frente dela, preso ao edifício, à pousada do século XV, que foi construída no século XIII. Subindo a partir daí você pode obter boas fotos do mercado, que está situado na praça todos os dias.

Continuando em frente, chegamos ao que é a Piazza del Duomo. Pessoalmente, a verdade é que para quem vem para ver o Duomo de Florença ou de Mila, este de Pádua vai deixa-lo um pouco perplexo para dizer o mínimo, mas o fato é que o Batistério hospeda o maior ciclo de afresco medieval de toda a Itália, pintados por Giusto de Menaboi no ano de 1378.

Saindo da Piazza del Duomo, podemos entrar por um belo arco que fica ao lado da praça e nos introduz por pequenas ruelas que nos levam para fora, sob o Palazzo del Capitanio, famoso pelo seu relógio astronômico do ano de 1344, para a Piazza del Signori, cercada por arcadas onde existem restaurantes, pequenas lojas gastronômicas e bares onde é possível desfrutar de um bom lanche. Um pouco mais tarde, chegamos à Piazza della frutas. Seu nome já diz tudo. Nela se instala todos os dias um bonito e simples mercado de frutas pelo qual dá gosto passear.

A última visita de Pádua deve ser, obrigatoriamente, na Basílica de San Antônio. Quando caminhamos para chegar nela, nada te faz esperar a maravilha que você vai encontrar. Simplesmente imensa, mas imensamente simples e exótica com suas cúpulas bizantinas e muitas agulhas que apontam para o céu ferozmente. Iniciada no ano de 1232 para guardar os restos de San Antônio, e de origem bizantina, tem uma cúpula cônica que se ergue alta sobre as outras sete cúpulas arredondadas.

Dentro o altar maior tem relevos de Donatello significando os milagres do santo. De um lado da igreja o túmulo de San Antônio surpreende pelas centenas ou milhares de ofertas que tem em volta, mostrando o fervor que sentem por ele. As paredes ao seu redor são de um branco que danifica os olhos e seus relevos foram esculpidos por grandes artistas do Renascimento italiano.

Poderíamos falar de outras visitas célebres, como a casa de Petrarca ou o Jardim Botânico, um dos mais antigos da Europa, mas nada pode se igualar as muitas sensações que podemos receber deste breve passeio pela cidade, nem a suas amostras de história e arte.

Pádua é um refúgio de sobriedade, sem a beleza sutil de Verona ou a soberana nostalgia de Veneza, mas com um dom muito especial de saber tirar de dentro de uma tranquilidade e um respeito que parece se espalhar a partir das entranhas da Basílica de San Antônio.

Posts Relacionados com Pádua: Beleza Discreta No Norte Da Itália

    O Que Ver em Pádua, Itália

    00

    Fundada no ano de 1222, a Universidade de Padua e uma das mais antigas e importantes da Italia. Nela teve aulas o proprio Galileo Galilei e e um dos grandes icones turisticos desta cidade localizada n...Continue Lendo

    Cinco Lugares Para Conhecer em Roma

    00

    Roma e uma das cidades que maior quantidade de turistas recebe por ano, e nao e em vao, a historiada humanidade pode ser vista ao virar a esquina. La voce vai encontrar vestigios arqueologicos e impor...Continue Lendo

    Visite Turim: Uma Jóia no Norte da Itália

    00

    Muitos italianos afirmam que se Turim nao estivesse na Italia seria uma das cidades mais visitadas do mundo. Atracoes definitivamente tem esta cidade no norte da Italia, que, enquanto goza da boa ou m...Continue Lendo

    Turismo Cultural na Itália

    00

    Italia e mundialmente conhecido por ser o lar de muitas atracoes turisticas e conta com muitos monumentos miticos que a cada ano recebem milhares de visitantes. Hoje vamos rever os principais destinos...Continue Lendo