Dicas para Viajar com Nossos Animais de Estimação

Dicas para Viajar com Nossos Animais de EstimaçãoLogo estaremos em pleno verão e é o momento de planejar as suas férias. Nesta data, muitas pessoas se encontram o mesmo problema: o que fazer com seu animal de estimação? Embora existam pessoas que deixam os seus animais de estimação com a família, amigos ou em uma casa de animais, a realidade é que cada vez temos mais opções e lugares que nos permitem desfrutar as férias com o nosso animal de estimação. De fato, muitos estabelecimentos hoteleiros nos dão a possibilidade de passar o verão com os nossos melhores amigos. Não surpreendentemente, para maioria de nós é um membro da família, por isso gostamos de estar com eles quando chega à hora de se divertir.

No entanto, devemos ter em mente que as férias envolvem viajar, mudar de ambiente e modificar algumas das nossas rotinas e hábitos, bem como os dos nossos animais de estimação. Essas mudanças causam efeitos nos animais, por isso é importante seguir algumas dicas para que possamos desfrutar de umas merecidas férias com toda a família, incluindo os nossos animais de estimação, sem estresse nem preocupação. Trata-se de uma das recomendações desenvolvidas pela Farmacêutica Veterinária CEVA, que certamente será de grande ajuda:

  • Escolher o meio de transporte mais adequado. Por um lado, o avião é um dos transportes que causa mais estresse nos animais, por isso, se você optar por este meio é importante evitar as viagens no porão (pela alta pressão, os fortes ruídos e as drásticas temperaturas). Se você optar pela habitual viagem de estrada, você deve habilitar a área de segurança no carro e observar as paradas pelo menos a cada três horas.
  • Quanto a esta área de segurança refere-se ao momento de realizar uma viagem é importante obter jaula de transporte aprovada e dispor de um cobertor, ou almofada, em que o animal descanse habitualmente. Também entretê-lo com brinquedos interativos é uma excelente estimulação física e mental para distraí-lo durante todo o caminho.
  • Organizar uma viagem que também se adapte às suas necessidades. Animais como os gatos são muito apegados ao seu território, por isso é preciso ajudá-los a se adaptar às mudanças de forma mais rápida e confortável possível.

    No caso dos gatos é recomendado o uso de soluções, tais como Feliway, que possui as propriedades dos ferormônios faciais dos mesmos, o que lhes permite reconhecer o novo território como o seu próprio e adaptar-se a ele rapidamente.

  • Respeitar o período de adaptação. É um processo que requer tempo, de modo que nos dias que antecedem a viagem é importante familiarizar o animal de estimação com a jaula e os seus objetos.
  • Buscar um lugar sob medida. Cada vez existem mais hotéis que aceitam animais de estimação como companhia, por isso buscar um lugar sob medida é essencial para que o animal possa encontrar o seu próprio espaço. É importante escolher o quarto ou lugar mais tranquilo. No caso do gato, é vital criar uma área para ele com todos os elementos necessários: comida, água e caixa de areia junto com outros brinquedos e objetos com os quais ele esteja familiarizado.
  • Temos que ter paciência. Não se deve forçar o animal a explorar a nova “casa”, mas sim deixar que o mesmo vá aos poucos encontrando o seu lugar e ganhando confiança no novo ambiente. Para isso, no caso dos gatos é possível colocar uma bandeja de areia adicional longe da outra, e dividir alguns dos seus brinquedos ao redor da sala.
  • Viajar para outro país não é um impedimento para levar o seu mascote. Apesar das dificuldades associadas, é aconselhável verificar os requisitos legais e sanitários para entrar no país com um animal de estimação. Sim, é imprescindível assegurar todos os documentos, assim como o passaporte veterinário oficial, cartão de saúde e que as vacinas estejam em ordem.

Se pelo contrário, você prefere viajar sem um animal de estimação, seja pela complexa adaptação a lugares desconhecidos, pela dificuldade de transportá-lo a determinados destinos, ou porque prefere férias sem amarras, você pode sempre optar por casas de animais ou por deixar o animal de estimação sob a responsabilidade de um membro da família ou amigo.

Diante de qualquer dúvida, você deve consultar um veterinário para ser aquele que forneça um protocolo de ação personalizado passo a passo e, melhore assim, a boa adaptação do animal às mudanças relacionadas com o período de férias.

Posts Relacionados com Dicas para Viajar com Nossos Animais de Estimação