Taj Mahal: Uma História De Amor

Taj Mahal: Uma História De AmorUm dos mais belos edifícios do mundo, o Taj Mahal, é o resultado de uma trágica e bela história de amor. Junte-se a nós para conhecê-la.

O Taj Mahal é uma das 7 novas maravilhas do mundo. Localizado na periferia da cidade de Agra, no estado de Uttar Pradesh, na Índia, foi construído no século XVII. Incrível façanha arquitetônica, sua imortal beleza se nutre do antigo amor entre um imperador e sua esposa.

Gritou uma alma apaixonada
lágrimas, dor, tristeza, pranto
um coração canta seu triste canto
uma mão, cansada, trás sua janela fechada
Ali do seu palácio, da sua janela
Admira aquela lágrima branca
poesia como arte, arte que a paixão arranca
para você, minha amada, minha esposa, minha alma irmã

…E é que o Taj Mahal é isso: a poesia como arte, uma canção de amor, uma obra sublime que apenas uma alma apaixonada seria capaz de oferecer ao mundo. Ali, logo acima do pórtico de entrada, você pode ler alguns versículos do Alcorão que descrevem o paraíso, que te dão uma ideia do que vamos encontrar e do que vamos sentir, como palavras mágicas, aquele portão de bronze nos revela um “palácio de pérolas rodeado por jardins.”

Não há nada mais profundo para qualquer viajante do que se sentar em um dos bancos que existe ao redor de todo o Jardim do Paraíso e admirar a silhueta do impressionante Mausoléu recortada sobre um céu limpo. Céu que, pouco a pouco, se tinge de rosa ao entardecer. De fundo, do lado de fora do Templo, na cidade, em Agra (uma cidade ao norte da pequena Índia, no estado de Uttar Pradesh) ouvimos os cânticos e orações próprios desse povo.

E assim, enquanto admiramos a soberba perfeição de todo o conjunto: sua simetria, as lagoas que, como uma chave de ouro perfeita, abrem o caminho para o Templo de Mármore, entre flores de lótus que flutuam sobra suas águas, nossa mente vaga absorta, solitária, esquecidos dos turistas que nos rodeiam, e recordamos quase com lágrimas nos olhos a triste história do imperador Shah Jahan.

A história de amor

Shah Jahan conheceu sua amada Arjumand em um bazar onde vendeu cristais. Admirado por sua beleza não foi capaz de lhe dirigir a palavra em um primeiro momento. Perseguido pelos exércitos do seu pai, o Imperador, por causa dessa relação, depois de duas esposas e cinco anos desde aquele primeiro encontro, se uniram em matrimônio. Arjumand ficou conhecida como Mumtaz Mahal, “uma escolhida do palácio”.

Durante anos eles foram um casal apaixonado, que viviam um pelo outro; ela era sua companheira fiel em todas as suas campanhas; ele a cobriu de presentes, de detalhes, de flores, de diamantes. Após a morte do imperador Jehangir, Shah Jahan, assumiu o trono. Dois anos depois, em 1630, uma tragédia aconteceu…

Ali, sentado no banco, com os últimos raios de sol refletindo sobre essa obra de arte, enquanto o seu olhar é direcionado para a silhueta que foi delineada nas águas da lagoa, nós percebemos a sequência final…

Em plena campanha militar em Burhanpur, o novo imperador anunciou que o 13º parto de sua esposa foi complicado. Shah Jahan correu desesperadamente em direção à sua tenda, bem a tempo de pegar sua mão e dizer o seu último adeus.

O imperador nunca mais foi o mesmo. Retirou-se para o Forte Vermelho, na margem esquerda do rio Yamuna, onde viveu preso por seu último filho, os últimos anos de sua vida, deixando o império nas mãos de seus sucessores. Diante do forte, visível de todas as janelas, e através do rio, mandou construir o mais impressionante Mausoléu que jamais a mente humana poderia conceber.

Os melhores arquitetos, os melhores trabalhadores, as melhores joias, as melhores pedras… Tudo era pouco para o local de repouso de sua amada; inclusive, se desviou o Yamuna para que o Taj Mahal pudesse ser refletido em suas águas. E ali, depois de duas décadas de construção, em 1648, foi enterrada sua amada Mumtaz Mahal. Ao lado dela foi enterrado anos mais tarde, o próprio imperador para repousarem sempre juntos para sempre.

Turnê do Taj Mahal

Lentamente, triste por um lado, impressionado pelo outro, alegre por cumprir o sonho de qualquer viajante, passeie por seus jardins, tão simétricos, tão coloridos, tão naturais. Como se fosse uma iguaria, deixado para o final daquela arte. E ali, depois de subir os primeiros degraus de acesso, e de perto, o Mausoléu se faz imenso, mais impressionante. Algo que te atrai uma força que leva você a querer tocar com suas próprias mãos o mármore e descobrir que não é um sonho ou uma ilusão.

Admire as muitas joias que estão embutidas em sua fachada: lápis-lazúli, jaspe, malaquita, turquesa, cornalina… Em seu interior, infelizmente, a verdadeira câmara onde se encontra ambos não pode ser visitada; apenas é possível visitar uma primeira câmara mortuária, muito grande, com janelas que brincam com as cores dos raios de sol que entram por ela.

No interior, a visita é curta, e o sonho é verdadeiro, a imagem será sempre recordada está no exterior… Lentamente, vire seus passos em direção à borda do conjunto, na fronteira com a lagoa… Ali no final da lagoa, dirija o seu olhar para trás e dedique àqueles últimos minutos a admirar o Taj Mahal mais uma vez… Para ver como o sol começa a se pôr atrás de sua cúpula, depois de suas torres…

Posts Relacionados com Taj Mahal: Uma História De Amor

    As Sete Maravilhas do Mundo

    As Sete Maravilhas do Mundo

    As novas sete maravilhas do mundo moderno foram escolhidas em 2007, depois de um longo periodo de votacao, durante o concurso celebrado pela empresa privada New Open World Corporation, entao vamos ver...Continue Lendo

    Visite Seul: Vibrante Capital da Coréia do Sul

    00

    Capital da Coreia ocidentalizada e abencoada pelo capitalismo, ao contrario do fechado regime de seus vizinhos do norte, Seul e uma bela cidade de contrastes, que permitira aos visitantes desfrutar de...Continue Lendo

    A Galeria de Arte de Alberta

    00

    O Canada e um dos paises do mundo que maior quantidade de elementos turisticos relacionados com a arte coloca a disposicao das pessoas que o visitam, e entre eles, e claro, nao podemos deixar de menci...Continue Lendo

    Quer Conhecer Algumas das Praias Mais Românticas do Mundo?

    Quer Conhecer Algumas das Praias Mais Românticas do Mundo?

    Da ilha de Saint Martin em Sheychelles, a partir de Puerto Vallarta para a Polinesia ou Fiji… lugares maravilhosos para se viver ou ‘reviver’ uma historia de amor. Voce pode estar pe...Continue Lendo